7 dicas importantes para sua primeira viagem internacional

Então, você está começando a rascunhar sua primeira viagem internacional? Que ótimo! Saiba que viajar é um dos maiores investimentos que você pode fazer em sua vida e uma viagem ao exterior significa ampliar os horizontes para novas e incríveis experiências!

Seja num voo solo ou mesmo numa viagem a dois, conhecer novos países e novas culturas requer um preparo cuidadoso – tudo deve ser pensado nos mínimos detalhes para você aproveitar ao máximo, sem tropeços e sem dívidas no final da viagem.

Aproveite nossas dicas para planejar uma viagem internacional tranquila e não deixe de comentar e curtir nosso post!

Sete dicas para sua Primeira Viagem Internacional:

1 – Pesquise valores

Antes de fechar o primeiro pacote no entusiasmo, lembre-se de que a pesquisa é fundamental – pesquisando os destinos, as condições de hospedagem e as conexões aéreas é possível fechar uma viagem internacional bem mais barata do que você imagina. Porém, se você é novato nas viagens e ainda não se sente seguro para adquirir os produtos separadamente, veja o próximo tópico.

2 – Opte por um pacote de viagem internacional

Um pacote internacional é a melhor opção para quem nunca viajou ao exterior antes. Você se sentirá mais seguro se já tiver adquirido as passagens aéreas, a hospedagem e algum passeio dentro do pacote. Uma opção viável que costuma sair bem mais em conta e você não precisará pesquisar muito para adequar às suas necessidades.

3 – Contrate um seguro-viagem

Um seguro viagem é sempre necessário para aqueles imprevistos que assustam até mesmo o mais otimista dos viajantes. No exterior não há um serviço de saúde pública que atenda turistas gratuitamente. A maioria dos seguros-viagem cobre acidentes pessoais, internações, remoções, atendimento médico-hospitalares, extravio de bagagens ou documentos, roubos e furtos de aparelhos eletrônicos, entre outros.  Verifique os valores das coberturas em cada plano e opte por um que possa atendê-lo melhor.

4 – Ter noções do idioma

Você não precisa ser fluente em nenhuma língua para pedir um café da manhã ou para seguir as instruções num caixa eletrônico no exterior. Você precisa ter algumas noções do idioma local para poder se comunicar com os locais (senão a viagem ao exterior perde a graça). Considere um curso de conversação em seis meses ou mesmo um app de idiomas gratuito, disponível na Apple Store ou na Google Play. Alguns exemplos: Duolinguo, Babbel, Busuu ou Rosetta Stone, podem ajudar bastante! Todos têm mais de 10 idiomas para estudar!

5 – Agende os passeios com antecedência

Quando você agenda os passeios com antecedência você garante o menor tempo possível em filas: veja bem, você não é o único a querer conhecer o Coliseu, em Roma ou a Torre Eiffel, em Paris – as filas são imensas para quem adquiriu os ingressos para o dia e você levará horas para conhecer a atração, o que fará cansado e sem disposição. Contratar passeios antes da viagem também te dá maior tranquilidade quando chegar ao destino – você não precisará correr para uma agência em San Pedro de Atacama para reservar seu tour para o Valle de la  Luna, por exemplo. Portanto, compre os ingressos com antecedência e tenha o melhor atendimento. Não se esqueça de perguntar por visitas guiadas em português – estão disponíveis em algumas atrações.

Valle de la Luna, San Pedro de Atacama
Com idioma parecido com o nosso, Chile pode ser uma boa opção de primeira viagem internacional; na foto, o Valle de la Luna, em San Pedro de Atacama

 

6 – Contrate um guia local

Um guia local é aquela pessoa que mora no destino escolhido e que de forma autônoma faz a guiança em pontos turísticos, falando seu idioma. No IFriend, por exemplo, você encontra mais de 5.000 guias no exterior que falam português e você pode agendar e fazer o pagamento na própria plataforma – simples assim! Você conhecerá lugares incríveis e não apenas os roteirões tradicionais e já batidos de cada lugar e ainda fará novos amigos pelo mundo.

7 -Tenha um cartão de crédito internacional

Um cartão de crédito internacional pode viabilizar as despesas inesperadas ou mesmo centralizar as despesas usuais de sua viagem. Porém, tenha cuidado ao usar o cartão de crédito para que sua viagem de férias se torne o pesadelo do resto do ano. Opte pelos serviços que ofereçam as tarifas mais baixas e não prescinda de usar dinheiro em espécie ou débito para pagar o grosso das despesas. Na dúvida, baixe um planner financeiro para coordenar suas entradas e saídas de dinheiro com segurança.

Gostou das dicas? Elas são do Hurb, parceiro da Imaginadora, e são pensadas para valorizar o que é mais importante: o cliente. Agora que você já sabe o passo a passo para viajar para o exterior, veja algumas ótima opções de hotéis internacionais e viva sua própria história!

 

Colaboradora: Semíramis Moreira – Redação do Hurb