Investigar, Alinhar e Concretizar

Investigar, Alinhar e Concretizar

Particularmente adoro assistir filmes nas horas vagas, resolvi, então, rever a interessante história de “Comer, Rezar, Amar”, baseado no best-seller autobiográfico de Elizabeth Gilbert, transformado em filme e estrelado por Julia Roberts em 2010. As etapas vividas pela personagem, como o próprio já diz, “1-Comer, 2-Rezar, 3-Amar” – me fez refletir (em um roteiro, é claro, menos dramático e romântico), como seria esta análise cronológica dos fatos, adaptado a algo mais profissional e focado na curadoria de conteúdo. Foi então que surgiu o título acima, que explicarei nas linhas seguintes.

Para dar início a minha reflexão sobre o assunto, surgiu o primeiro questionamento: Como acordar todos os dias em busca de novas experiências e conteúdo para outras pessoas?! Mais do que uma possibilidade, isso genuinamente é a nossa realidade. Quando atuamos com projetos criativos, curadoria de pequenos, médios e grandes eventos e organização de conteúdos para as mais diversas ações de nossos clientes, acordar todos os dias em busca de iniciativas inovadoras para outras pessoas é como respirar, escovar os dentes, tomar banho ou lavar o rosto. Um fator indispensável para o dia a dia, como um DNA da empresa, conectado entre todas as células do nosso corpo que te movem como ser humano e profissional.

Então imergimos em uma constante busca em despertar a curiosidade da plateia, em cativá-la com diferentes cenários e conceitos; recheadas de criações misturando percepções e sentidos: olfativa, gustativa, auditiva, tato e visual, como, é claro, ampliando conhecimentos.

Que tal utilizar as projeções holográficas e os drones no próximo projeto?! Talvez intensificar o debate sobre Tecnologias Imersivas ou o momento pede mais reflexão sobre diversidade e inclusão? Vale convidar ainda uma influenciadora/ blogueira para um talk show ou seria mais o caso de oferecer este espaço para um neurocientista brasileiro com reconhecimento internacional?!

A busca vai desde aquele economista e humorista desejado, até aquele surfista, viajante, voluntário e ativista ambiental que falará- cheio de carisma- de toda a sua rica trajetória. Sendo assim, precisamos de um repertório vasto e englobando diferentes frentes. E mesmo com a agenda quase completa, ainda cabe reflexão sobre a possibilidade de encaixar importantes temas, como: geração prateada e o mercado de trabalho, Síndrome de Burnout, e outras tendências digitais, etc.

Aqui o óbvio se faz presente: cada projeto tem as suas necessidades e o seu percurso não será linear (até aí nenhuma novidade, não é mesmo?!). Por isso, a importância de desfazer-se de crenças preexistentes, livrar-se de velhas certezas e acreditar em novas abordagens e tentativas. Vale criar pontes com especialistas fora da sua zona de conforto, expandir networking, cursos, leituras etc. Veja abaixo como a Imaginadora trabalha com a curadoria de conteúdo:

Investigar

Essa investigação vai desde o mapeamento das personas, entendimento do conteúdo mais apropriado para tal público, e todo o processo para a busca de bons palestrantes nacionais e internacionais, análise dos investimentos, até a pesquisa para obter seus contatos e o convite propriamente dito. E qual seria o objetivo principal desta investigação? Impactar positivamente a vida de outras pessoas por meio de temas pertinentes, em ebulição, ou desconfortáveis que despertem discussões necessárias, e capazes de criarem momentos enriquecedores. Detalhe: e que tudo isso permaneça no orçamento proposto, tipo um mágico tirando o coelho da cartola. 😉 Após todos os executivos escolhidos, convidados e confirmados, chegamos a próxima etapa:

Alinhar

Construir um relacionamento de confiança (seja com os palestrantes, painelistas, parceiros ou patrocinadores) e assim proporcionar todas as informações necessárias, com briefings detalhados para que esclareçam suas dúvidas e sintam-se acolhidos para seu momento especial ao palco.

Vale considerar que todos os painelistas possuem diferentes backgrounds, habilidades e segmentos de atuação, com N temperamentos, gostos, vontades, inclinações políticas e preferências. Chega a ser engraçado pensar nas surpresas e nos pequenos entraves vividos nestes últimos anos de eventos.

Já tivemos, por exemplo, palestrante pedindo para ir à toalete um minuto antes de subir ao palco (e detalhe: já estava microfonado); ou executivo que se recusa a enviar sua apresentação antes, porém inevitavelmente precisamos testar tudo dias antes do evento (desde áudio, formato de telas, fontes, conteúdo) para não termos imprevistos. Têm ainda voos mega atrasados, fazendo o convidado chegar no horário limite para sua palestra; ou até mesmo aqueles que se recusam a chegar com o mínimo de antecedência a sua apresentação.

Lembro de uma história marcante. Certa vez, liguei para o presidente de uma companhia aérea (detalhe: era apenas para certificar-me que ele estava realmente chegando), pois seu painel seria o primeiro de um grande evento e começaria em 20 minutos, mas para minha surpresa ele me disse ao telefone: “Mas o painel não é amanhã?”. Eu simplesmente fiquei muda na ligação, a pressão começou a baixar e eu já tentando considerar o plano B. Conclusão: o executivo já estava chegando ao evento, mas só queria fazer uma “pequena” brincadeira comigo.
Salvo algumas surpresas e imprevistos, como no exemplo acima, encerramos com a terceira etapa:

Concretizar

E como o próprio slogan da Imaginadora diz: “Imaginamos e fazemos acontecer!”, mas afinal: Como fazemos acontecer de um jeito criativo? Antes de qualquer coisa, entendendo as demandas, debatendo sobre os principais temas e informando de maneira simples e eficaz. Além disso, creio que é sempre bom ter um forte desejo pelo desconhecido e a liberdade em tentar o novo, e para fechar com chave de ouro? Uma boa dose de empatia, paciência, generosidade, conhecimento e flexibilidade.

Acima de tudo, o melhor presente é quando observamos os olhares atentos a cada palavra de um super “speaker”, ou quando percebemos que todos os participantes estão alinhados, interagindo com demais convidados, bem confortáveis e felizes com o convite e com a dinâmica proposta.

Aliás, deixo aqui nosso convite: Precisando de um palestrante? E/ou gostaria de alinhar e confirmar mais de 200 renomados palestrantes e painelistas para seu evento? Fale com a gente, podemos te ajudar com todo conceito, criação e curadoria de conteúdo, oferecendo opções assertivas para o que busca.

 


Flávia Fernandes
 

Uma executiva que é apaixonada por pesquisar e encontrar “mentes brilhantes”, como em organizar e cuidar de detalhes que proporcionem experiências enriquecedoras para outras pessoas, abrilhantando assim os projetos e eventos, liderados e organizados pela Imaginadora. Ela tem um carinho especial por conteúdos sobre comportamento do consumidor, motivação, neuromarketing e muito mais.